ESPECIALIZADOS EM WET BLUE
CUR035
 

O Curtume Koefender atua no ramo coureiro, sendo especializado no beneficiamento de peles para terceiros*. Recebendo peles verde e salgada e transformando-as em wet-blue ou wet-white. Entregando o couro ao cliente com excelência e sempre em conformidade com o meio ambiente.


*Não trabalhamos couros próprios.

 

Prestar serviços com excelência e qualidade, em equilíbrio com o meio ambiente.

Buscamos firmar relacionamentos de confiança, sendo íntegros, honestos e éticos. Construindo relações de respeito mútuo com nossos colaboradores. Valorizamos o desenvolvimento contínuo de nossos trabalhadores, o trabalho em equipe, a superação e um ambiente sadio e seguro, na busca de formar profissionais comprometidos e motivados. Primamos pela qualidade buscando sempre a excelência, destacando-se em nosso setor. Somos investidores incansáveis no setor ambiental, buscando sempre o equilíbrio com o meio ambiente. Nossos clientes são a nossa razão, assim realizamos nosso trabalho com paixão. Buscamos garantir o crescimento e a perpetuação da empresa por mais longos anos.

Fundado em Picada Clara no interior de Estrela/RS em maio de 1918 por Carlos Alfredo Koefender, o Curtume Koefender iniciou então sua história no ramo coureiro. No decorrer dos seus quase 100 anos, já trabalhou com suínos, foi exportador para a Inglaterra e hoje optou por seguir seu trabalho no ramo através do beneficiamento de couros bovinos verde e salgado. Já em sua quarta geração, o Curtume Koefender busca estar sempre em constante desenvolvimento.

6270,77 M²

 
 

Produzir couros tipo wet blue com alto padrão de qualidade conforme as necessidades do cliente, através de processos ambientalmente corretos. Buscando constantemente a melhoria da utilização dos recursos naturais, promovendo assim a preservação do meio ambiente. Baseado na qualificação das pessoas e melhorias gradativas dos seus processos e tratamento de efluentes, utilizando cada vez mais os recursos de maneira que os impactos ambientais sejam minimizados.

Sendo licenciados pelos órgãos ambientais, buscando sempre soluções e tecnologias ambientalmente corretas para um crescimento em harmonia com o meio ambiente. 

Resíduos sólidos: Os resíduos sólidos gerados pelo curtume atendem as exigências das NBR’s 10.004, 12.235 e 11.174, sendo estes classificados, identificados, segregados, acondicionados e encaminhados para sua devida destinação, conforme nosso plano de gerenciamento de resíduos sólidos (PGRS).

Estação de tratamento de efluentes: A ETE do curtume conta com os seguintes processos de tratamento, visando o atendimento aos padrões estabelecidos na legislação ambiental:

- Remoção de sólidos grosseiros através do gradeamento com escova rotativa;

- Tanque homogeneizador;
- Tratamento primário (físico químico), com a adição de coagulante;
- Decantação primária;
- Tratamento secundário (reator biológico com aeração por difusores);
- Decantador Secundário;

 

Aproveitamento de vaporO vapor gerado pela caldeira substitui grande parte da energia elétrica nas linhas de produção do couro, utilizando o mesmo para aquecer água dentro dos fulões de curtimento.

Reuso e reciclo da águas: O reaproveitamento da água é realizado de duas maneiras, uma do reuso da água já tratada na ETE e outro proveniente do reciclo de caleiro.

CERTIFICAÇÕES:

 

LWG

 

O Curtume Koefender é selo ouro no protocolo LWG (Leather Working Group). Certificação internacional que objetiva desenvolver e manter boas práticas ambientais no ramo coureiro. Procurando melhorar a indústria de curtumes, destacando as prioridades ambientais, trazendo visibilidade às melhores práticas e fornecendo orientações para a melhoria contínua.

SIF 

O Curtume Koefender cumpre todas as exigências do Serviço de Inspeção Federal (S.I.F.) e é vinculado ao Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal – DIPOA, órgão responsável por assegurar a qualidade de produtos de origem animais comestíveis e não comestíveis destinados ao mercado interno e externo, bem como de produtos importados.

O nosso processo, para a produção de gelatinas e outros produtos colagênicos, atravessam por diversas etapas de fiscalização e inspeção, cujas ações são orientadas e coordenadas pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA), da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA/Mapa).

Todos os produtos de origem animal sob responsabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento são registrados e aprovados pelo S.I.F. visando garantir produtos com certificação sanitária para o consumidor brasileiro, respeitando assim as legislações nacionais e internacionais vigentes.

O controle de qualidade é constante, garantido por análises laboratoriais de água e controle rigorosos. E ao final do processo, os efluentes são tratados seguindo as normas vigentes.